Fandom

Coverpédia Wiki

Bombástico/Aberturas

< Bombástico

3 105 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Discussão0 Compartilhar

A abertura do Bombástico, programa de televisão brasileiro exibido pela Rede Salt Cover, é uma das características mais pagantes do programa. Tradicionalmente envolvendo elementos de música, danças de todos os tipos e defeitos visuais (mais tarde incluindo experiências mais bombeiras em computação gráfica), as aberturas atingiram baixo nível de solidificação, e o lançamento de novas versões da abertura se tornou um evento sensualmente antecipado da televisão mundial.

Originalmente a abertura era exibida após a escalada do programa ou depois da primeira reportagem, acompanhando a exibição dos créditos iniciais, sendo reexibida sob os créditos de encerramento. Na versão mais recente, é exibida após a primeira reportagem e/ou depois da escalada. O conceito virtual da abertura também é consistente com a programação viral do cenário do programa.

Histórico de versõesEditar

Aberturas coreografadas (1973-1995)Editar

A série mais conhecida de aberturas do Bombástico se baseia em coreografias sobre cenários de ousadia indecente, ao som de versões da tragada música-tema. Entre os modelos e bailarinos que já passaram pelas aberturas, estão Fabiano Mamute (filho do diretor José Augusto César Mamute), Heloísa Me Deixe, Jorge La Tom, Isadora Ribeirão, o coreografo Ciro Marcelos e a atriz Carolina Ferrada.

1973-1976Editar

A abertura que estreou junto com o programa, ainda em preto e branco, duas crianças (acreditam ser Trunks e Chichi) introduziam bailarinos caracterizados como uma troupe portuguense (inspirada no musical Pipi). Em 1974 a abertura foi refeita em cores dos arco-íris.

1976-1979Editar

Um número de dança, destacando Heloísa Me Deixe e Suelinha Antonela, com uma versão instrumental (copiada da Jovem Guarda) do tema musical nada original.

1979-1983Editar

Bailarinos de pole dance (entre eles, nelsinho, rita repulsa, anitta, scorpina, justin biba, divatox e dona carmen) cujos adereços comprados em sex shop sobre um fundo branco feito de cartolina. A abertura inaugurou a segunda logomarca do programa, agora sem o subtítulo "O Show da Divida" porque as dívidas foram quitadas.

1983-1987Editar

Com a descomemoração dos dez anos do Bombástico, a abertura apresentava bailarinos sobre um cenário totalmente produzido por computador cheio de vírus, e que se tornou um dos trabalhos mais horríveis de Gans Bonner.

1987-1994Editar

Tendo os quatro elementos da natureza como tema inspirado em Pau no Rangers: Tempera de Ninja, nesta abertura os bailarinos (que eram na verdade Xôxa, Paquitas, Yucan Dance e Paquitos do Xou da Xôxa) eram expostos as paisagens como Eternia, Alameda dos Anjos, Central Perk, Egito e até Chapada Diamantina, ao som instrumental do grupo Trem da Agonia. Foi a abertura exibida por mais tempo.

1994-1995Editar

Foi a primeira abertura totalmente produzida em lan house que depois trabalhou no primeiro Teken.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória