Fandom

Coverpédia Wiki

Borradas Nuncas

2 970 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Discussão0 Share

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

14 de julho de 2014©2016 Salt Cover Data da página: 14 de julho de 2014
Borradas Nuncas é uma rede de televisão brasileira pertecente a Afundação Borradas Nuncas, que em 1993, comprou a Rede Brasil Norte do Grupo Bimões, para transformar em Borradas Nuncas em Manaus (veja também TV Amurijaba).

A Borradas Nuncas é a maior emissora de TV de conteudo evangélico do Brasil.

HistóriaEditar

Compra da RBNEditar

No dia 1º de janeiro de 1993, após reunião realizada em uma propriedade da Igreja chamada Canaã, os líderes propõem a compra de uma rádio de preferência AM pela razão óbvia de preço (ver também TV Ajuricaba e Rede Brasil Norte).

De início, duas emissoras foram cogitadas, as rádios Baré e a Ajuricaba. A Rádio Baré foi logo descartada pelo fato de seus equipamentos estarem praticamente sucateados, sendo assim a liderança da Igreja reuniu-se com o Grupo Simões, proprietário da Rede Brasil Norte, a RBN (na época retransmissora da Rede Manchete no Amazonas e antiga TV Ajuricaba, afiliada da Rede Globo de 1974 a 1986) na qual a Rádio Ajuricaba fazia parte. O Grupo Simões, no entanto decidiu prosseguir as negociações com as Assembleia de Deus, manifestando interesse de só vender se fosse a Rede por completa, e falava-se numa quantia equivalente a 9 milhões de dólares(atualmente, 15 milhões de reais).

No dia 7 de janeiro, as negociações foram concluídas. A quantia estipulada para a compra não só da Rádio AM, mas sim de toda a Rede era um pouco mais de 45 bilhões de Cruzeiros, a ser corrigida, segundo o contrato, pela Tarifa Referencial Diária (TRD), o que correspondia cerca de 3 milhões e 250 mil dólares.

No dia 15 de janeiro, foi assinado o contrato de compra, em cuja oportunidade as Assembleia de Deus no Amazonas pagou como sinal a quantia equivalente a 100 mil dólares. O contrato preconizava que, após 60 dias as Assembleia de Deus no Amazonas deveria desembolsar a segunda parcela no valor de 450 mil dólares para efetivamente assumir o controle da Rede de emissoras e em sequência, pagaria outras quinze parcelas mensais e sucessivas equivalentes a 180 mil dólares.

Além disso, uma cláusula do contrato determinava que a transação fosse invalidada caso a segunda parcela não fosse quitada no dia ou houvesse atraso de mais de 60 dias no pagamento das demais parcelas, com o consequente das empresas negociadas aos antigos proprietários e a perda, por parte da Igreja, de todo o dinheiro anteriormente pago.

Milagrosamente as parcelas foram pagas, para isso a Igreja toda se mobilizou. Alguns membros começaram a vender casas, carros, churrasquinho, frutas, camisas, lanches, Balas de Cupuaçu pelas ruas de Manaus. Os pastores Samuel Câmara, Moisés Melo e Dan Câmara doaram seus automóveis; Outros que possuíam peças de ouro doaram-nas para serem avaliadas e vendidas.

No dia 15 de março, a comitiva formada pelo pastor Samuel Câmara, Paulo Oliveira, Wanderley Dallas, Climilton Braga Júnior, Miquéias Fernandes e Francisco Souza, foi em direção a sede do Grupo Simões com o cheque para quitar a segunda parcela. Às 20hs do mesmo dia, a comitiva efetuou o pagamento.

Após a aquisição, o pastor Samuel Câmara lançou o desafio para toda a igreja, para que apresentassem sugestões de logomarca e de nome, com as quais a Rede deveria ser identificada doravante. Nesse meio tempo decidiu-se utilizar à mesma sigla RBN (que anteriormente significava Rede Brasil Norte), mas que a partir de agora passaria a significar Rede Boas Novas e como nova rede, assinou o contrato de afiliação com a Rede Manchete.

1994: Transmissão do Carnaval de Manaus ao BrasilEditar

Em fevereiro de 1994, sem verba para transmitir os carnavais do Rio de Janeiro e São Paulo, a Rede Manchete opta transmitir o Carnaval de Manaus. A transmissão foi realizada com o patrocínio da Zona Franca de Manaus (tanto que na parte inferior da tela apareciam desenhos que simbolizavam os produtos vendidos na cidade), com responsabilidade da Rede Boas Novas.[1]

1995: Expansão no ParáEditar

No começo de 1995, em Belém, Pará, os ex-proprietários da Rádio Guajará AM, a Família Castro, que venderam a rádio em 1993, que foi transformada em Rádio Transpaz AM, propuseram a venda da TV Guajará. O contrato previa a entrada de 20% do valor da compra, e mais 36 parcelas mensais.

Após a aquisição da TV, a Assembleia de Deus em Belém procedeu a mudança do nome fantasia que passou para TV Boas Novas, na qual passou a compor a Rede Boas Novas.

A TV Guajará tinha contrato de afiliação com a Rede Record desde 1º de novembro de 1990. Em carta datada de 28 de agosto, a Rede Record de Televisão foi comunicada acerca da decisão da RBN Belém de não mais retransmitir seu sinal a partir do dia 1º de novembro do mesmo ano. O mesmo aconteceu com as TVs Boas Novas Manaus e Boas Novas Porto Velho, que saíram da TV Manchete devido a sua decadência, que levou a extinção em 1999. Estas emissoras mais a Boas Novas Belém se filiaram a CNT.

Em 16 de setembro, a Igreja Assembleia de Deus em Belém no Pará, firmou um contrato de sociedade e parceria, no qual foi transferida a concessão da Rádio Transpaz em Belém para Fundação Boas Novas (Proprietária da Rede Boas Novas), ficando esta responsável pela sua administração e por dar seguimento a regularização jurídica da emissora.

1996 - 1998Editar

A RBN passa a então ser sintonizada nas antenas parabólicas em todo o Brasil, através da BrasilSat B1, depois de sair do satélite norte-americano IntelSat 4, o primeiro satélite cobrir a toda a Floresta Amazônica, que ultrapassou o tempo de útil de uso (17 anos), o início o que seria a futura Jesus Sat.

Em 1997, a RBN transmitia 75 horas semanais de programação, ou seja, 55% da programação era evangélica, o resto da programação era preenchida pela CNT.

No dia 15 de março, na ocasião dos 4 anos da RBN, no programa semanal apresentado por Samuel e a esposa Rebekah Câmara, o casal fez a apresentação do projeto de doações dos fiéis da igreja para manter a emissora no ar, chamado de mantenedores, que na primeira noite adquiriu 40 mantenedores, superando sua expectativa de apenas 15 mantenedores. Com o projeto, Samuel Câmara contagiou também membros de outras denominações evangélicas e não evangélicas.[2]

No mesmo ano, após assumir o pastorado da Assembleia de Deus em Belém, no lugar de Firmino Gouveia, o pastor Samuel Câmara buscou soluções para cumprir os grandes compromissos assumidos pela Igreja: as últimas prestações da RBN, a cota mensal de 40 mil reais para manter o canal de Satélite Jesus Sat, a aquisição de novos equipamentos para a emissora que operava com equipamentos obsoletos, com mais de vinte anos de uso.[2]

Em 1998, continuariam sendo retransmitidas 75 horas semanais de programas não evangélicos.

Em março, foi paga a última prestação da TV Boas Novas.[2]

Em contrapartida, a RBN passou a ter diariamente meia hora de programas próprios em rede nacional, os quais eram veiculados entre 5h e 6h pela CNT, enquanto a RBN (que gerava programação para parabólicas) na Jesus Sat.[3]

1999Editar

Em 1999, ocorre a transmissão ao vivo da vigília no Vale da Bênção, diretamente de Belém, televisionada pela Jesus Sat.[4]

Neste ano, a TV Boas Novas exibe programação local das 23 até 11 horas da manhã

Em 5 de setembro, foi procedida a substituição definitiva. A programação passou a ser exclusivamente evangélica. A partir daí, a emissora também passou a exibir alguns programas produzidos pela Vinde TV, do Rio de Janeiro.Predefinição:Carece de fontes

2000 - 2002Editar

Em 2000, a RBN deixa ser exibida nas antenas parabólicas, depois de permanecer cinco anos, passando ter outro satélite internacional com alcance mais do que a BrasilSat B1, apesar das inúmeras reclamações aos telespectadores, principalmente frequentadores da igreja.

Em 15 de março de 2001, por ocasião do 8° aniversário da Rede, foi implantado o Website e o sistema de WebStream da Rede onde pela primeira vez uma emissora evangélica no Brasil passa a transmitir sua programação ao vivo via internet.

2003 - 2006: Expansão no BrasilEditar

Em 2003, foi quando a Rede Boas Novas começou a fase mais abrangente de sua expansão, na ocasião dos 10 anos da rede. Foi definidora a atuação do pastor e deputado federal Silas Câmara, parlamentar da Assembleia de Deus no Amazonas.

O jornal Folha de S. Paulo se expressou sobre as concessões dadas a Rede Boas Novas: "O Ministro das Comunicações, Miro Teixeira concedeu à Fundação Boas Novas, das Assembleia de Deus no Amazonas, três canais retransmissores de televisão: um em São Paulo (a praça mais cobiçada entre os empresários pretendentes a formar redes de TV), um no Rio de Janeiro e outro em Campinas. As portarias foram publicadas no Diário Oficial da União de quinta[-feira, 24 de setembro de 2003]".[5]

Em outubro de 2004, a Rede Boas Novas iniciou as retransmissões na cidade de São Paulo através do canal 44. Há 16 anos o Ministério das Comunicações não permitia sequer estudos técnicos para abertura de um canal de televisão em São Paulo. As pressões foram tão intensas sobre o governo, que era conversa corrente nos bastidores do poder.

Conseguiram-se, de 2003 até 2006, concessões de canais para todas as capitais do Brasil, exceto Macapá, também para as cidades: Campinas e Pindamonhangaba (SP), Imperatriz (MA), Oriximiná (PA), Santa Cruz (RN) e ainda para os municípios onde não havia retransmissoras no Amazonas, se tornando assim a primeira Rede de Televisão com cobertura em todo o Estado.

2007Editar

Por força de decisão judicial, a emissora que retransmitia a programação em Porto Velho (canal 6) teve de ser devolvida ao Grupo Simões, após a investigação de que a Boas Novas operava simultaneamente 2 canais (canais 6 e 49) na mesma cidade desde 2005, o que não é permitido pela legislação. A denominação de toda a rede também foi obrigada a se adequar à decisão judicial, retirando a palavra REDE (antes da denominação Boas Novas).

A emissora de Porto Velho (canal 6) passou então aos antigos donos, que retomaram o nome anterior de Rede Brasil Norte e se afiliaram imediatamente à Rede Diário, de Fortaleza.

A Boas Novas ficou somente com o canal 49.

Entre 22 a 29 de maio, a rede fez a cobertura da Exposição Cristã Norte 2010 em Manaus que debate o tema “Avivamento para Transformar o Planeta”, com apresentações de 25 pastores e preletores de diversos países, apresentação de mais de 25 cantores e bandas de renome da música gospel e a maior feira de produtos e serviços evangélicos.[6]

Emissoras das Boas NovasEditar

A Boas Novas tem três emissoras próprias e quase cem retransmissoras e afiliadas. No Rio de Janeiro, em uma área de 13 mil metros quadrados, a emissora conta com 3 modernos estúdios com 961 m² ao todo (sendo 293,98 m² do Estúdio 1; 222,89 m² do Estúdio 2 e 444,16 m² do Estúdio 3) com toda infra-estrutura para produção e exibição de programas.

A emissora também conta com equipamentos avançados para captação ótica Sony XDCAM, tapeless, servidores digitais de áudio e vídeo para produção, recepção e exibição de produtos, materiais e propaganda em qualquer formato de vídeo.

A programação da Boas Novas pode ser assistida de todo Brasil pela Antena parabólica. Basta apontar a antena para o Satélite NSS 806 Transponder: 24A/24A Frequência: 3971 MHZ Polarização: Circular FEC: 7/8 Portadora: QPSK 5973K.


Erro de citação: existem marcas <ref>, mas nenhuma marca <references/> foi encontrada

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória