FANDOM


Bolsas & Sapatos é uma telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Globo no horário das 19 horas, entre 24 de abril e 17 de novembro de 2006, em 179 capítulos,[1] substituindo Bang Bang e sendo substituída por Pé na Jaca. Foi a 70ª "novela das sete" exibida pela emissora. Foi escrita por João Emanuel Carneiro, com a colaboração de Antônia Pellegrino, Denise Bandeira, Vincent Villari e Márcia Prates, dirigida por Cininha de Paula, Cláudio Boeckel, Marco Rodrigo e Ary Coslov, sob a direção geral e núcleo de Wolf Maya.

Contou com as participações de Francisco Cuoco, Mariana Ximenes, Marília Pêra, Carolina Dieckmann, Daniel de Oliveira, Lázaro Ramos, Taís Araújo e Henri Castelli.[2]

Enredo

Predefinição:Revelações sobre o enredo Omar Pasquim (Francisco Cuoco) é dono de uma grande loja de departamentos, a Luxus, que vende de animais exóticos a aviões e roupas de grife a artigos esportivos. O milionário sofre de uma doença que o matará em poucos meses. Ele sabe disso e teme que sua herança vá parar nas mãos de quem não a merece. Omar é de origem pobre e trabalhou duro a vida inteira para construir seu império.

Como não se casou nem teve filhos, Omar tem como herdeiros naturais sua irmã, Milu (Marília Pêra), e seus sobrinhos, Leona (Carolina Dieckmann), Tomás (Leonardo Miggiorin) e Bel (Mariana Ximenes). Desses todos, apenas Bel merece a consideração do milionário, porque os outros não passam de parasitas interesseiros. O curioso é que sua sobrinha preferida vive às turras com ele, porque o considera egoísta, grosseiro e avaro. E ela não se cansa de dizer a ele que não quer nem um centavo de sua herança. Enquanto isso, os demais parentes de Omar, e até mesmo gente que não é de sua família, tramam os mais sórdidos planos para pôr as mãos em sua fortuna. Sabendo que está rodeado de cobras, e para conhecer direitinho as reais intenções de cada uma dessas pessoas, Omar se disfarça de faxineiro, o Pereira, e as observa sem que elas saibam que o milionário está por perto.

Leona, além da cobiça pelo dinheiro do tio, é do namorado de sua prima, Bel: o vilão Estevão (Henri Castelli). Porém, Bel, terá seu amor disputado entre Estevão e o office-boy Daniel Miranda,o Duda (Daniel de Oliveira), integrante dos "lagartos voadores", um grupo de motoboys que topa qualquer parada. Outro Daniel Miranda, o Foguinho (Lázaro Ramos), é um malandro esperto e de bom coração apaixonando por Ellen (Taís Araújo), vendedora da Luxus que só pensa em subir na vida e arrumar um marido rico. No meio da novela, Omar é morto por Leona (sendo Estevão, Milu e Otaviano cúmplices). Por um golpe do destino, a fortuna de Omar também vai parar nas mãos de Foguinho, já que ele é confundido com o outro Daniel, o apaixonado de Bel.

Bel acaba descobrindo estar sendo enganada por Leona e Estevão, declara-se apaixonada por Duda e promete vingança. Enquanto isso, Foguinho se sente muito arrependido por enganar Bel e Duda e sofre com as aparições do fantasma de Omar, que pede que ele acabe com a farsa e denuncie toda a corja que o cerca. Decidido a revelar toda a verdade, Foguinho é sempre impedido pela ambiciosa Ellen. A trama dá uma nova reviravolta quando Estevão encontra a carta deixada por Omar e fica com total controle sobre Ellen e Foguinho. Paralelamente, Leona descobre que está grávida de Duda, abalando o namoro dele com Bel.

Duda junta as peças e descobre que Omar e Pereira são as mesmas pessoas e que a herança deixada pelo milionário era para ele. Nesse meio tempo, Duda e Bel já haviam sofrido dois atentados (um com Bel, onde Estevão pretendia explodir a lancha dela, mas Duda a salva, e com Duda, quando é sequestrado no banheiro de um avião por Estevão, mas outro avião que ele estava sendo transportado para o cativeiro cai, deixando Duda em coma e desaparecido por um ano, mas encontrado por Silvana). Leona começa a ficar com mania de limpeza e começa a enlouquecer. Um dia, perturbada, ela leva seu filho, Daniel, e Duda até a Luxus e incendeia a loja de departamentos enquanto abre uma garrafa de champanhe, um lustre cai em cima dela e ela desmaia. Duda, Daniel e Foguinho que também estava lá conseguem escapar, mais quando tentam sair uma viga acaba matando Foguinho deixando Daniel e seu filho salvos. A Loja explode com Leona dentro causando sua morte. Ellen sofre com a morte de Foguinho e revela que o ama de verdade. Foguinho ressuscita, depois de um encontro com Omar Pasquim e uma aventura em um animado baile funk no céu. Ele se reconcilia com Ellen, e os dois, felizes com seus quadrigêmeos, passam a vender profiteroles na Saara. Otaviano é internado em um hospício. Milu se torna deputada federal. Depois de inúmeras falcatruas e armações, Estevão é assassinado misteriosamente enquanto tentava roubar a Luxus. No último capítulo descobre-se que o vilão foi assasinado por Madá (Nanda Costa), a quem ele prometeu dinheiro e não pagou. Ela é desmascarada por Luciano, quando Letícia é condenada pelo assassinato do vilão. Livres de todas as cobras que os cercavam, Bel e Duda terminam juntos e em paz. Ela engravida de gêmeos e, junto com o pequeno Daniel, formam uma linda família.

Predefinição:Spoiler-fim

Elenco

Ator/Atriz Personagem
Francisco Cuoco Omar Pasquim / Vicentino Pereira (Pereira)[3][4]
Mariana Ximenes Maria Isabel Gonçalves Pasquim (Bel) [5][6]
Marília Pêra Maria Lúcia Pasquim Montini (Milu) [7][8]
Carolina Dieckmann Leona Pasquim Montini [9][10]
Leonardo Miggiorin Tomás Pasquim Montini [11]
Herson Capri Otaviano Pacheco [12]
Ângela Vieira Celina Gonçalves Pacheco [13]
Henri Castelli Estevão Pacheco [14]
Cléo Pires Letícia Pacheco [15]
Luíza Mariani Júlia Pacheco [16]
Cássia Kiss Teresa Pacheco / Henriqueta[17][18]
Matheus Costa Sushi
Daniel de Oliveira Daniel Salgado Miranda (Duda) [19][20]
Totia Meireles Silvana Salgado Munhoz [21]
Luís Melo Orã Munhoz (Conchita)
Kayky Brito Nicolas Salgado Munhoz [22][23]
Rafael Ciani Geraldo Salgado Munhoz (Geléia)
Lázaro Ramos Daniel Miranda Café (Foguinho) [24]
Aílton Graça Ramires Miranda Café
Elizângela Shirley Miranda Café [25][26]
Maria Maya Sandra Miranda (Sandrinha)
Iran Malfitano Teotônio Miranda (Téo) [27]
Taís Araújo Ellen dos Santos[28][29]
Milton Gonçalves Jair dos Santos [30]
Eliane Giardini Eva Padilha [31][32]
Otávio Augusto Serafim Padilha
Walter Breda Tufo / Tufik
Mara Manzan Marilene
Carmo Dalla Vecchia Luciano Botelho / Martim
Tania Khalill Nicole Ortega (Nikki) [33]
Nanda Costa Maria Madalena Padilha (Madá)
Odilon Wagner Alberto Botelho
Christiana Kalache Francisca Padilha (Kika)
Cássio Reis Murilo Ortega
Gustavo Falcão Jonas Padilha
Fafy Siqueira Valquíria
Stepan Nercessian Bandeira
Bruna Marquezine Lurdes Padilha (Lurdinha)
Rafaela Mandelli Fernanda
Renato Rabello DJ Macarrão
Victor Peralles Igor
Renata Ghelli Magali
Ken Kaneko Zao
Ricardo Pavão Delegado Sampaio
Tina Kara Karina
Leonardo Jabbour Gus Melutti
Guilherme Winter Flu Melutti
Carolina Magalhães Diana
Miguel Nader Cardoso
Bianca Comparato Rosimary
Dja Marthins Bernadete
Rita Guedes Cacá
Alexia Deschamps Dorinha
Castro Gonzaga Padre Gerson
Ivan Cândido Padre Valeriano
Jacqueline Lawrence Tidinha
Ernani Moraes Biscoito
Eri Johnson Búfalo
Felipe Camargo Sidney
Miguel Thiré Otaviano (jovem)
Lionel Fischer Médico
Rômulo Estrela Caveira
Victor Pecoraro Robernilson

Galeria

Produção

Com o sucesso de Da Cor do Pecado, a Rede Globo encomendou ao autor João Emanuel Carneiro uma trama ao estilo de sua novela anterior. Cobras & Lagartos estreou antes do previsto com a incumbência de recuperar a audiência do horário, perdida com o baixo desempenho de Bang Bang[34].

Teve título provisório de Coração de ouro[35].

O personagem Foguinho (Lázaro Ramos) foi inspirado no anti-herói do livro Macunaíma[36].

O cineasta Walter Salles acusou o autor da novela de plagiar o roteiro de seu filme Linha de Passe. No filme, um motoboy tem uma namorada apaixonada por música clássica, que toca flauta transversa. Na novela, Duda (Daniel de Oliveira) seria um motoboy que toca flauta transversa, ou seja, fundiria características de dois personagens do filme. Além disso, o motoboy de Cobras & Lagartos se apaixona por uma violoncelista, assim como no filme[37].

Em um certo momento da história Taís Araújo ficou careca. Isso porque sua personagem Ellen foi vítima de uma armação da vilã Leona (Carolina Dieckmann). As cenas foram exibidas no capítulo 147, que foi ao ar em 11 de outubro de 2006.[38] Mas a atriz não precisou raspar a cabeça para aparecer careca. A composição do novo visual ficou a cargo da equipe de caracterização da Globo. Foram usadas três toucas de látex, e com uma cola especial, as extremidades delas eram coladas. Por fim, era usada uma maquiagem para que o tom de pele do rosto fosse igualado ao tom da touca.[39]

Escolha do elenco

Para interpretar a protagonista Bel, foi cotada inicialmente Giovanna Antonelli[40]. Como ela não aceitou, Mariana Ximenes ficou com a personagem[41].

Antes cotada para interpretar a protagonista de Sinhá Moça, Carolina Dieckmann foi remanejada para interpretar a vilã Leona[42].

O inverso aconteceu com Bruno Gagliasso: inicialmente cotado para ser o protagonista Duda, foi remanejado para a novela Sinhá Moça, terminando aí um dos quebra-braços entre os autores João Emanuel Carneiro e Benedito Ruy Barbosa[43][44]. Daniel de Oliveira assumiu o personagem[45]

Carmo Dalla Vecchia interpretou um personagem com uma doença psicológica chamada "fuga psicogênica". O ator só entrou na trama no capítulo 36, que foi ao ar em 3 de junho de 2006.[46] Carmo precisou emagrecer 10 quilos, por causa da passagem de tempo que ocorre na trama. Seu personagem passou este tempo detento numa cadeia, e 1 ano depois sairia dela, consequentemente mais magro.[47]

Sérgio Marone fez uma participação nas últimas semanas da trama. Ele interpretou Miguel, um namorado que Letícia (Cléo Pires) conheceu em Nova Iorque, e criou um triângulo amoroso, também envolvendo Luciano (Carmo Dalla Vecchia). A primeira aparição do ator na trama foi ao ar no capítulo do dia 20 de outubro de 2006.[48]

Gravações

Duas cidades cenográficas foram construídas para a novela no Projac: uma delas é inspirada no Saara, região de comércio popular no Rio de Janeiro. Nessa cidade encontrava-se desde lojas de brinquedos a camelódromos. Na segunda cidade foi erguido o prédio onde foi instalada a Luxus: com um pé direito de 15 metros e três andares, a construção seguiu o estilo greco-romano. A parte interna, que reproduzia a sessão de vendas, foi toda montada em estúdio.

A novela teve o lixão como cenário de algumas cenas. No capítulo do dia 31 de outubro de 2006, o vilão Estevão (Henri Castelli) abandona Leona (Carolina Dieckmann) num grande depósito de lixo, e depois foge, deixando a vilã para trás. Uma cena parecida foi exibida em Da Cor do Pecado, do mesmo autor.[49]

Repercussão

Em 2007 o programa entrou no 12º ranking "Quem Financia a Baixaria é Contra a Cidadania", que é formado por denúncias de telespectadores e pelo Comitê de Acompanhamento da Programação (CAP), onde estão como representantes mais de 60 entidades que assessoram a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados para criar a lista com o "Ranking da Baixaria na TV".[50] Dentre as denúncias que formaram o ranking na época estão: "exposição de pessoas ao ridículo, discriminação, vocabulário inadequado, apelo sexual e incitação à violência exibida em horário impróprio".[51]

Classificação indicativa

A Globo investiu pesado em Cobras & Lagartos por dois motivos: a novela que antecedeu o horário – Bang Bang – era um fracasso de audiência, e o crescimento da dramaturgia da Record, que preocupava a direção da emissora. Por conta disso, a rede chegou a apelar para a nudez no primeiro capítulo, com duas modelos com seios de fora, e também exibiu linguagem vulgar, insinuações de sexo e consumo de drogas lícitas, atos criminosos com lesões corporais ou contra a vida, além de conteúdo violento com presença de armas brancas ou de fogo.[52] Mediante isso, o Ministério da Justiça recebeu inúmeras reclamações de telespectadores e começou a monitorar a trama. Além disso, notificou a emissora para adequar a trama para o horário livre. [53] Após o fim da novela, o órgão moveu um processo contra a emissora, exigindo o pagamento de uma multa milionária, pela exibição de conteúdos inadequados em pleno horário livre. A trama também foi reclassificada para 12 anos.[54]

Depois de várias tentativas, no dia 19 de maio de 2014, a trama foi reclassificada como não adequada para menores de 10 anos, e finalmente pode ser exibida no Vale a Pena Ver de Novo, dando sequência no lugar de Caras & Bocas.[55]

Audiência

Horário das 19 horas
Horário # Eps. Estreia Final Posição Temporada Classificação geral
Data Primeiro
capítulo
Data Último
capítulo
Segunda - Sábado 19:15
179
24 de abril de 2006
35
17 de novembro de 2006
46 #1 2006 38

O capítulo de estreia de Cobras & Lagartos teve média de 35 pontos de audiência, com pico de 38.[56]

Sua maior audiência foi de 51 pontos, alcançados no capítulo 85, em 31 de julho de 2006, na ocasião foram exibidas as cenas em que Foguinho (Lázaro Ramos) se vinga de Ellen (Taís Araújo) no dia de seu casamento, chegando à picos de 55 pontos. [57]

Em seu último capítulo a novela conseguiu 46 pontos de média, uma audiência tão alta que se for comparar nos dias atuais é uma audiência difícil de chegar até mesmo no horário das nove.[58]

Sua média Geral foi de 38 pontos, índice de novela das 8. Cumprindo com maestria a missão de elevar a audiência da faixa, perdida com o baixo desempenho da antecessora Bang Bang. Cobras & Lagartos é a segunda novela mais assistida do horário das 7 na década de 2000, perdendo apenas para o fenômeno Da Cor do Pecado do mesmo autor, que obteve média final de 43 pontos. Com isso João Emanuel Carneiro foi promovido ao horário nobre da emissora.[59]

Reprise

Exibição no Vale a Pena Ver de Novo
Horário # Eps. Estreia Final Posição Temporada Classificação geral
Data Primeiro
capítulo
Data Último
capítulo
Segunda - Sexta 16:30
130
28 de julho de 2014
18
23 de janeiro de 2015
17 #1 2014 - 2015 12

Foi reexibida pelo Vale a Pena Ver de Novo de 28 de julho de 2014 a 23 de janeiro de 2015, substituindo Caras & Bocas e sendo substituída por O Rei do Gado, em 130 capítulos. Sua primeira semana foi exibida simultaneamente com a última semana de Caras & Bocas, de Walcyr Carrasco e suas últimas semanas foram exibidas simultaneamente com as primeiras semanas de O Rei do Gado, de Benedito Ruy Barbosa.

Pela segunda vez uma trama dividiu o horário juntas, Cobras & Lagartos dividiu o horário com Caras & Bocas, o segundo fato inédito no horário pela emissora, Rede Globo. A primeira exibição de duas novelas simultaneamente foi com O Cravo e a Rosa e Caras & Bocas. Cobras & Lagartos teve apenas 20 minutos de duração, sem intervalos comerciais. Na Grande São Paulo, começou às 17h37 e terminou às 17h57, e mais cedo em outros Estados. O primeiro capítulo de Cobras & Lagartos, em reapresentação no Vale a Pena Ver de Novo, rendeu à Globo a maior audiência de reestreia de uma novela desde 2009: 18,4 pontos na Grande São Paulo, segundo dados consolidados do Ibope. A reprise de Senhora do Destino, há cinco anos, começou com 20,0 pontos.[60][61] Na primeira semana, a audiência ficou oscilando entre 16 e 20 pontos na Grande São Paulo.

A reprise de Cobras & Lagartos no Vale a Pena Ver de Novo desabou após deixar de fazer dobradinha com Caras & Bocas. No oitavo capítulo, exibido na segunda semana, a novela registrou 10,7 pontos na Grande São Paulo, queda 42% em relação à segunda anterior, quando marcou 18,4.[62] Ainda sozinha e sem o apoio do sucesso de Caras & Bocas, a trama de João Emanuel Carneiro desabou a audiência da faixa vespertina e registrou uma das piores audiências do Vale a Pena Ver de Novo até então, no dia 8 de agosto registrou 9,3 pontos.[63] Um mês depois e audiência não aumentou, desabou mais ainda e registrou a pior audiência da sessão vespertina de reprises, no dia 3 de setembro duas horas mais cedo, o Vale a Pena Ver de Novo teve a pior audiência de todos os tempos: 7,5 pontos na Grande São Paulo, mas foi líder. O recorde negativo anterior, 9,3 pontos, havia sido registrado em 8 de agosto. Nesse dia a Rede Globo exibiu o amistoso entre Alemanha e Argentina, a Rede Globo escolheu sacrificar a Sessão da Tarde e exibiu a reprise de Cobras & Lagartos às 14h45.[64]

Depois de três meses oscilando entre 9 e 12 pontos, a reprise de Cobras & Lagartos reagiu no Vale a Pena Ver de Novo e registrou a maior audiência em 84 dias: 14,4 pontos na Grande São Paulo. É o melhor desempenho desde 18 de agosto, quando marcou 13,6.[65]

Depois de mais um centro de dias em baixa, a sessão Vale a Pena Ver de Novo bateu recorde dos últimos quatro meses, no dia 4 de dezembro de 2014, a reprise de Cobras & Lagartos registrou 15,2 pontos na Grande São Paulo, o melhor desempenho desde 30 de julho, quando marcou 15,7.[66]

Na reta final de sua reprise, Cobras & Lagartos começa surpreender a audiência. No dia 5 de janeiro de 2015, a trama bateu um recorde de 15,9 pontos no horário vespertino da Grande São Paulo.[67] No dia seguinte a trama vespertina continuou acima do que havia registrando, 12 pontos, e registrou 14,9 pontos de audiência na Grande São Paulo.[68] No penúltimo episódio, em 22 de janeiro de 2015, repetiu o recorde de audiência da novela no Vale a Pena Ver de Novo, com 24 pontos e 55% de participação no Rio de Janeiro. Já na Grande São Paulo, repetiu a segunda maior média, com 16 e 38% de share.[69]

O último capítulo de Cobras & Lagartos conseguiu uma boa audiência para os parâmetros da época. De acordo com os dados, Cobras & Lagartos terminou com 16,7 pontos de média, com pico de 18,5 pontos e 33,4% de participação. Durante o horário de exibição da novela, o SBT ficou na vice-liderança com 6,3 pontos. A Record atingiu a terceira colocação com 4,3 pontos e a Band a quarta com média de 3,0 pontos. Cada ponto representa 67 mil domicílios na Grande São Paulo. Cobras & Lagartos superou a audiência do último capítulo de Caras & Bocas, que atingiu 14,7 (15) pontos, em 1 de agosto de 2014.[70][71][72]

Cobras & Lagartos encerrou sua primeira reprise com uma média geral de 12 pontos, sendo uma das audiências mais baixas da sessão de reprises vespertinas da Rede Globo ao lado de O Profeta.[71] A emissora não compreendeu o motivo da baixa audiência, até o motivo da emissora reprisar Cobras & Lagartos é que a novela liderou a lista das novelas mais pedidas para ser exibida na sessão.

Um dos motivos mais justificados pela baixa audiência, foi a falta de divulgação da trama tanto em horários estratégicos como em horários “normais”. A obra de João Emanuel Carneiro é intitulada como uma das piores audiências do Vale a Pena Ver de Novo. O Cravo e a Rosa e Caras & Bocas foram tramas mais divulgadas em diversos horários, assim como outras reprises anteriores. Apenas Cobras & Lagartos que possuiu mais divulgação no horário da tarde.[73] A trama tambem foi muito cortada, cenas que mesmo assim, eram de classificação indicativa de não recomendada para menores de 10 anos.

Foi reapresentada no quadro Novelão da Semana do Vídeo Show entre 16 e 20 de julho de 2012, em 5 capítulos, substituindo Celebridade e sendo substituída por Estrela-Guia.

Exibição Internacional

Os direitos de exibição de Cobras & Lagartos foram vendidos para diversos países.

Trilha sonora

n/d

Nacional

Predefinição:Info/Álbum

Capa: Mariana Ximenes Predefinição:Lista de faixas

Internacional

Predefinição:Info/Álbum

Capa: Daniel de Oliveira Predefinição:Lista de faixas

Saara

Predefinição:Info/Álbum

Capa: Logotipo da telenovela Predefinição:Lista de faixas

Prêmios e indicações

Ano Prêmio Categoria Indicação Resultado
2006
Melhores do Ano[74]
Melhor Ator Lázaro Ramos Venceu
Melhor Atriz Taís Araújo Venceu
Melhor Atriz Coadjuvante Cléo Pires Venceu
Melhor Ator ou Atriz Mirim Rafael Ciani Venceu
<center>Meus Prêmios Nick Atriz Favorita Mariana Ximenes Venceu
Carolina Dieckmann Indicada
Ator Favorito Daniel de Oliveira Indicado
<center>Troféu APCA Melhor Ator Lázaro Ramos Venceu
<center>Prêmio Faz Diferença - O Globo Revista da TV Lázaro Ramos e Carolina Dieckmann Venceu
<center>Prêmio Extra de Televisão[75] Melhor Ator Lázaro Ramos Venceu
2007 <center>Troféu Imprensa[76] Melhor Novela João Emanuel Carneiro Indicado
Melhor Ator Lázaro Ramos Indicado
Melhor Atriz Taís Araújo Indicada
<center>Troféu Internet Melhor Ator Lázaro Ramos Indicado
<center>Meus Prêmios Nick Atriz Favorita Taís Araújo Venceu
Ator Favorito Lázaro Ramos Venceu
<center>Prêmio Contigo! de TV[77] Melhor Novela ou Minissérie João Emanuel Carneiro Indicado
Melhor Autor Indicado
Melhor Atriz Taís Araújo Indicada
Carolina Dieckmann Indicada
Melhor Ator Lázaro Ramos Venceu
Melhor Atriz Coadjuvante Cleo Pires Indicada
Marília Pêra Indicada
Melhor Atriz Revelação Nanda Costa Indicada
Melhor Atriz Infantil Bruna Marquezine Indicada
Melhor Ator Infantil Rafael Ciani Indicado
Matheus Costa Indicado
Melhor Par Romântico Taís Araújo e Lázaro Ramos Indicados
Cleo Pires e Carmo Dalla Vecchia Indicados
Melhor Diretor Wolf Maya Indicado
<center>Prémio Emmy Internacional Melhor Ator Lázaro Ramos Indicado

Erro de citação: existem marcas <ref>, mas nenhuma marca <references/> foi encontrada