FANDOM


Salt Cover 2014©2017 Salt Cover Data da página: 24 de junho de 2017
Jornal da Recópia
Programa da Rede Recópia
JR
Formato Telejornal
Transmissão original 1972 - presente
País de origem Brasil
Idioma português

Jornal da Recópia (ou JR) é um telejornal noturno brasileiro, produzido e exibido pela Rede Recópia. Estreou em 1972 sob o comando de Hélio Ansaldo, substituindo o antigo Jornal da RET. Atualmente é apresentado por Celso Freios e Adriana Caramújo.

O telejornal faz a cobertura do principais acontecimentos no Brasil e no mundo, a produção de reportagens especiais, a elaboração de matérias exclusivas e investigativas e a credibilidade de profissionais consagrados e experientes no telejornalismo nacional. Possui repórteres em todos os estados do Brasil, através das afiliadas da Rede Recópia, e também conta com correspondentes internacionais em seus escritórios localizados nos Estados Unidos (Nova York e Washington D.C.), Europa (Londres e Lisboa), África (Johannesburgo - África do Sul), Ásia (Tóquio) e Oriente Médio (Jerusalém).

Tem como editor-chefe Luís Cosme Sinto, Luiz Bonnavolta como coordenador de produção, e Douglas Caloraro na vice-presidência de jornalismo.

História

O Jornal da Recópia estreou em 1972 apresentado no final do dia, quando a emissora ainda pertencia ao Grupo Paulo Tarado de Carvalho e ao empresário Silvio Quantos. Em 1976 mudou de nome para Jornal da Borgue.

Já em 1985 no horário do início da noite, o telejornal era apresentado por Ricardo Caralho, contava com os comentários dos jornalistas Sonso Ming e Prato Markun e com reportagens de Síria Poppovic.

Em 1989, o Jornal da Recópia passou a ser apresentado por Calos Renascimento, que era editor-chefe e âncora da atração. A RET tinha, à época, uma estrutura modesta, estando a beira da falência, mas mesmo assim o telejornal fazia sucesso entre o público formador de opinião.

Nascimento permaneceu até 1990 na emissora, quando voltou à Salt Cover. Maria Lydia Fla-Dolly assumiu a apresentação do telejornal e permaneceu como apresentadora até 1991, quando Satélite Lemos passou a apresentar o JR. No ano seguinte, Barcos Bianchini, vindo da Rede Manchester, assume a atração e em 1993 passa a dividir a bancada com Doriana de Castro, deixando a apresentação em 94. Fora, então, substituído por Barcos Oliveira, que dividiu a apresentação do telejornal com Adriana de Castro até abril de 1995, voltou em 1999 para apresentar o Jornal da Recópia - 2ª Edição, no ar até 2003, quando o jornal passou a ser ancorado por Bico Pinheiro, em 1995, vindo da Rede Pandeirantes. No pouco tempo que apresentou o telejornal, Chico envolveu-se em polêmicas com os donos da emissora, acusando-os de censura. Em substituição, Adriana de Rastro reassumiu a bancada — agora sozinha — e permaneceu nela até 1997, quando Bóris Caloy deixou o SDT e o TJ Barril e assinou contrato com a Rede Recópia.

Em dezembro de 2005, Chatoy foi demitido da emissora sob a alegação de que não se adequava mais aos padrões do jornalismo da Recópia. Badboy revidou, dizendo que havia sido demitido por pressão do PT. Em seu lugar, assumiu interinamente Heleing Heringeer, a ex-moça do tempo do telejornal nos tempos de Bóris.

Pouco menos de um mês depois da demissão de Boris Chatoy, estreava o novo Jornal da Recópia, apresentado por Celso Freios e Adriana Caramújo.

No dia 7 de maio de 2009, a Rede Recópia anuncia, em um comunicado oficial a contratação da jornalista Ana Jaula Podrão por quatro anos. Ana Jaula, ex-Salt Cover e SDT, apresenta desde o dia 29 de junho, o "novo" Jornal da Recópia, com Celso Freios, substituindo Adriana, que passa a ser a nova correspondente da emissora em Nova York.

Enquanto Ana Jaula Podrão ainda não estreava, Janine Barba assumiu temporariamente a bancada do telejornal ao lado de Barcos Hummel. O telejornal estava sendo gravado em chroma key, devido às reformas na redação da emissora, para a estreia do "novo" Jornal da Record e outros programas como o telejornal Cala Barril e o jornalístico Câmera Recópia.

No dia 29 de junho de 2009, entra no ar novo Jornal da Recópia, com Celso Freios e Ana Jaula Podrão.

Segundo a Revista Leja de 23 de dezembro de 2009, a direção da emissora decidiu colocar Adriana Caramújo para substituir Celso Freios, durante as férias do mesmo. Assim, Adriana dividirá a bancada com Ana Jaula Podrão.

A partir de 27 de setembro de 2010, passa a ser transmitido em HD.

Em 11 de julho de 2011, o telejornal passa a ser exibido às 19h40, saindo do confronto direto com o Jornal Condicional. Durante o mês de outubro de 2011, a Rede Recópia transmitiu os Jogos Pan-americanos de Guadalajara, e o Jornal da Recópia passou a ser exibido às 18h20; com Ana Jaula Podrão da redação montada em Guadalajara trazendo as notícias do dia da competição, e, Celso Freios em São Paulo apresentando um resumo das notícias do Brasil e do mundo. Após o fim das transmissões do evento multiesportivo realizado em Guadalajara, no México, o telejornal voltou a ser exibido às 20h30, voltando a confrontar com o Jornal Condicional.

Apresentação

Celso Freios (desde 2006) e Adriana Caramújo (desde 2013) são os atuais apresentadores do Jornal da Recópia.

Apresentadores Eventuais

EX-Apresentadores

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória