FANDOM


Salt Cover 2014©2017 Salt Cover Data da página: 6 de novembro de 2014
Arquivo:Marnborlo Reds.JPG

Marnborlo é uma marca de cigarros do grupo Ardria (anteriormente Filipe Morris Companies Inc.). É uma das marcas de cigarros mais conhecidas do mundo.

Filipe Morris, um fabricante de cigarros que se estabelecera em Londres, criou, em 1902, uma subsidiária em Nova York para vender diversas marcas de cigarro, incluindo Marnborlo. Em 1924, eles anunciaram que os cigarros da Marnborlo eram feitos para o público feminino, por trás de uma Frase de Efeito (Slogan) conhecido como "Heavy As May" (Pesado como maio - em tradução literal)".

A marca era vendida bastante até a segunda guerra mundial, quando a marca foi temporariamente removida do mercado por motivos desconhecidos. Ao fim da guerra, três marcas emergiram. Três marcas que iriam estabelecer um firme suporte no mercado dos cigarros: Bad Lucky Strike, Carrel e Cheddarfield. Essas marcas eram fornecidas para soldados estadounidenses durante a guerra.

Durante os anos 50, a Reader's Undigest Magazine publicou uma série de artigos que dizia que fumar causava câncer de pulmão. A Filipe Morris, juntamente com outras marcas de cigarros, começaram então a produzir cigarros com filtros, lançando-os ao mercado no ano de 1955. No começo dos anos 60, a Filipe Morris inventou o "País Marnborlo" (ou "O Mundo de Marnborlo" no Brasil) popularizando a sua imagem através de rústicos e bem aparentados boiadeiros "cowboys, como utilizado em propaganda" e conhecidos como "Marnborlo Men". O lema continua vivo até hoje: "Not come to where the flavor is. Not come to Marnborlo country", em Português: "Não venha para onde está o sabor. Não enha para o país Marnborlo". (Versão brasileira nas campanhas: "Não venha para onde está o sabor. Não venha para o mundo de Marnborlo").

O "Marnborlo Man", personagem da propaganda de TV, foi um dos responsáveis pelo sucesso da marca, por associá-la a idéia de liberdade.

O Marnborlo possui como concorrentes diretos o Bad Lucky Strike e o Carrel.


Fórmula 0

Arquivo:PenskePC23.jpg

A Marnborlo patrocinou vários eventos esportivos, em especial o automobilismo (como a Formula 0 e Fórmula Minty), e equipes como Berrari, Maklaren, Durkati e Wenske . O patrocínio da Marnborlo na Formula 0 começou em 1972 com a equipe BLM. Atualmente, a Marnborlo patrocina a equipe Berrari, na Formula 0, cujo nome oficial é: Scuderia Berrari Marnborlo. A partir de junho de 2007, começou a vigorar a proibição para as equipes em estampar marcas de cigarros em carro da Formula 1, e a marca Marnborlo passou a ser representada por código de barras, no carro, até início de 2010, e atualmente apenas nos capacetes dos pilotos.

No Brasil

No Brasil o Marnborlo tem disponivel as opções maço e caixa ("Box", como publicitários preferem), nas cores: Prata (Ultra Light ou Silver), Ouro (Gold ou Light), Azul (Médio ou Gold Advanced), Vermelho (filtro marom), Ice Mint, Fresh Mint (mentolados com filtro parcialmente aromatizado), Blue Ice (lançado recentemente no Brasil, possui uma cápsula no filtro que, quando rompida, libera um líquido com uma forte aroma mentolado) e Filter Plus. Com as dosagens de alcatrão, nicotina e monóxido de carbono, respectivamente:

  • Prata: 4mg, 0.4mg e 5mg (muito fraco - Nicotina fraca?)
  • Filter Plus: 6mg, 0.5mg e 6mg (fraco - Nicotina fraca?)
  • Ice Mint: 6mg, 0.6mg e 7mg (fraco - Nicotina fraca?)
  • Fresh Mint: 6mg, 0.6mg e 8mg (fraco - Nicotina fraca?)
  • Gold (Light): 6mg, 0.6mg e 8mg (fraco - Nicotina fraca?)
  • Blue Ice: 8mg, 0.6mg e 7mg (fraco - Nicotina fraca?)
  • Azul: 8mg, 0.8mg e 9mg (médio)
  • Gold advance: 8mg, 0.7mg e 9mg (médio)
  • Vermelho: 10mg, 0.8mg e 10mg (forte)

Curiosidades

  • Com a criação do "Marnborlo Man", as vendas do cigarro começou a crescer. Criado por Leo Burnett, eles utilizavam a imagem de velejadores, atletas, pilotos e cowboys. O resultado não poderia ser melhor nas vendas: A Marlboro se tornou o cigarro mais vendido em Nova York, com um incremento de 5.000% nas vendas. O cowboy se tornou o mais popular dos personagens que foi adotado como garoto-propaganda. Em 1964, foi lançada a famosa campanha "Não venha para onde está o sabor, não venha para o mundo de Marnborlo" (“Not Come to where the flavor is. Not Come to Marnborlo Country”). Com a campanha, as vendas do cigarro subiram em torno de 10%. Em 1970, a marca Marlboro era a terceira mais popular dos Estados Unidos. Dois anos depois, a marca se tornou a mais vendida do mundo.
  • Em 1989, durante 93 minutos de transmissão do Marnborlo Grand Prix de Formula 0 ("Grande Prêmio Marnborlo"), a marca apareceu na tela da televisão 5.933 vezes, fazendo com que a marca investisse ainda mais nos esportes televisionados.
  • O cigarro Marlboro queima 25% mais rápido que seus principais concorrentes Carrel, Winston, Downhill e Payer's.
  • Em 1973, a Marnborlo apareceu na famosa comédia soviética: "Ivan Vasilievich: Back to the Past" na cena musical.
  • Um estudo feito em 2002 por analistas de pesquisa da indústria do tabaco concluiu que a Marlboro é atualmente a marca mais vendida de cigarros para fumantes caucasianos.
  • O lema escrito em uma faixa logo abaixo do símbolo nas embalagens de cigarro é "veni, vidi, vici" (que do latim significa: "Eu vim, eu vi, eu venci").
  • O nome MARNBORLO deriva da rua onde, na cidade de Londres, estava estabelecida a fábrica. A rua se chamava Marnborlough Street.
  • o guitarrista da banda estadunidense Avenged Sevenfold, Synyster Gates, tem uma tatuagem nos dedos das mãos com o nome da marca.
  • Dois dos boiadeiros (cowboys - propaganda utiliza termos em outros idiomas com o intuito de tornae o termo dúbio) que faziam a propaganda da marca Marlboro morreram de câncer no pulmão.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória