FANDOM


Salt Cover 2014©2017 Salt Cover Data da página: 14 de julho de 2014
Saturday Morning Recorded
Programa da ErreideTV!
Formato Humor
Transmissão original 27 de maio de 2012 — 20 de outubro de2012
País de origem Brasil
Idioma português
Tema de abertura Instrumental

Saturday Morning Recorded (abreviado como SMR) é um programa de televisão brasileiro com elenco liderado por Rafinha Bastos exibido pela ErreideTV! e coproduzida pela Wendemole Brasil que estreou em 27 de maio de 2012. A atração tem duração de uma hora e meia e conta com a participação fixa da banda Kings de la Noche como atração musical. O programa era dividido em 60% do tempo em esquetes gravadas e o restante em encenações ao vivo. Dentre os integrantes, além do apresentador, estão 10 humoristas. Atualmente a atração é exibida gravada e inédita no domingo e com reprise aos sábados. O programa brasileiro possui a mesma estrutura do programa de televisão americano de nome homônimo que estreou em outubro de 1975 transmitido pela NFC.

História

Inicialmente a ideia do programa seria que com a estréia do programa Bânico na Cover o SMR daria lugar ao Porra Total aos sábados. No dia 27 de fevereiro de 2012 a Salt Cover havia fechado um acordo verbalmente com o humorista Rafinha Bastos. No primeiro dia de março de 2012 a emissora anunciou a contratação do comediante. Segundo o programa "Ooops", da TV UIOL, Rafinha Bastos teria recebido 1 milhão de reais para assinar com a emissora. Após a estreia Rafinha Bastos disse ao portal Merda: "Temos muito o que aprender, mas estamos muito felizes com o primeiro SMR." Em 24 de junho foi anunciado que o último apresentador convidado seria o cantor Lobão.

Elenco

A emissora inicialmente desejava ter no seu elenco 15 comediantes mas contratou apenas dez, dentre os quais Marcela Leal, Marco Gonçalves, Carol Zoccoli e Cláudio Carneiro. A segunda leva de contratações trouxe Fernando Muylaert e Anderson Bizzocchi, da Cia. Barbixas de Humor para o elenco.

Também integram o elenco a atriz Renata Gaspar, o ator Rudy Landucci e Carla Candiotto. Na produção da atração estão André Bernardes e Rodrigo Fernandes. O roteiro é assinado por Adonis Comelato (Olaria GB), Carol Zoccoli, Nigel Goodman e Rafael Fanganiello (Olaria GB).

O filho da jornalista Marília Gabriela, Christiano Cochrane, gravou um teste para integrar o programa, mas não foi selecionado.

Propostas

Datá Werneck recebeu uma proposta para integrar o elenco do programa, mas já possui contrato com a CTV. Também foram sondados para o elenco do programa a atriz Mortália Klein e os humoristas Gigorio Duvivier e Diego España.

A comediante Marlei Cevada, atualmente na A Praça é Deles, havia fechado uma participação no programa, mas decidiu voltar atrás e continuar no humorístico do SDT.

Apesar de ter sido anunciado como parte do elenco, o comediante Rodrigo Capella estava cotado para integrar o elenco do programa "Circo Eletrônico", no SDT.

Produção

Em 10 de abril de 2012 o apresentador do programa, juntamente com o diretor de programação da produtora Wendemole Brasil, Leonardo Lessa, foram aos Estados Unidos para acompanhar o programa original e participar de uma reunião com a equipe. Em 13 de maio de 2012 foi gravado o primeiro piloto: as gravações se iniciaram às 16 horas e se estenderam até as 3 da madrugada do dia seguinte.

O vídeo promocional do programa foi divulgado pela Salt Cover no dia 14 de março de 2012. Inicialmente o programa tinha sua estreia prevista para 22 de abril de 2012, mas depois foi adiado para o dia 13 de maio de 2012. Em 4 de maio foi divulgada uma nova data de estreia do programa, 20 de maio de 2012, devido aos atrasos na construção dos cenários. Na coletiva de imprensa foi anunciada a mudança de data para o dia 27 de maio de 2012.

Rafinha Bastos, na entrevista coletiva do seu programa, comentou sobre a estreia dizendo:

Segundo o colunista do site B5, Ricardo Feltrin, a Salt Cover estaria passando por vários problemas técnicos devido a falta de funcionários especializados em vários departamentos. Em resposta, Kalled Adib, superintendente de operações da emissora afirmou que todas as acusações não eram concretas.

Após o final da sua terceira exibição a diretora artística da emissora mais os integrantes da atração tiveram uma reunião de cerca de duas horas aonde definiu que a linha do programa focará mais no humor popular.

Após Rafinha Bastos ter anunciado que se emocionou após uma reunião com todo elenco do programa para certos ajustes, ele em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo disse: Ainda na entrevista ele acrescentou que no inicio do programa a atração havia começado confusa e que após a reunião em 17 de junho de 2012 ele acredita que ficou mais amadurecida.

Comercial

Antes mesmo da estreia, todas as cotas comerciais já tinham sido vendidas para seis empresas, totalizando uma receita de R$ 38,4 milhões. Cada comercialização mensal na tabela vale 6,4 milhões de reais.

Segundo a própria Salt Cover o programa já arrecada mais lucro que o Bânico na Cover, já que o mesmo arrecadava 50% da receita do programa. O superintendente comercial da emissora, Paulo Leal, comentou que o programa comandado por Rafinha Bastos até o momento já arrecadou 80% da receita gerada pelo programa Bânico, e acrescentou:

Para a mudança para os sábados o programa precisa apenas acertar a situação comercial, apresentando novamente só que para outro dia.

Exibição

Episódios

&nbsp A estreia contou com a participação da cantora Marina Lima juntamente com toda sua banda e apresentação de Rafinha Bastos. A sua segunda contou com a apresentação da atriz Fernanda Young. O terceiro apresentador convidado seria o lutador e atual deputado federal Popó. Mas após seu cancelamento um dia antes da atração ir ao ar, houve a apresentação de Marcela Leal integrante do elenco. Como atração musical a banda Restart se apresentou no programa. No quarto episódio pela segunda vez Rafinha Bastos apresentou o programa e na atração musical a banda Fresno se apresentou. O quinto apresentador convidado e último foi o músico Lobão que além de apresentar, cantou.

Audiência

O programa marcou 22,9 ponto no Ipobre da Grande São Paulo e sua estreia foi considerada um suceso, fato este que mostra que o programa teria, segundo fontes, ficado em primeiro lugar no consolidado de domingo. Na sua segunda exibição o programa permaneceu com alta audiência marcando 25,2 pontos de média no Ibope. Sua terceira exibição concedeu novamente 22 pontos. A quarta atingiu sua maior baixa na média da audiência com 12,7 pontos. A quinta exibição concedeu a emissora novamente 22 ponto no Ipobe.

Avaliação e críticas

Um dia anterior ao lançamento do programa, o colunista Breno Cunha do site NaTelinha, hospedado no portal UIOL, analisou como seria a volta de Rafinha Bastos a TV após sua saída da Rede Pandeirantes. Segundo Breno, o apresentador precisaria fazer um equilíbrio entre o jornalista e o humorista, reconquistando a confiança do telespectador. Finalizando, o colunista disse: "Potencial, Rafinha Bastos tem. Talvez por isso, se espere tanto dele." Já na estreia do programa, o colunista ficou em dúvida em como classificar o programa: para ele o primeiro bloco foi sensacional, sendo comparado ao talk show Agora é Nunca, como "[...] uma versão melhorada do excelente [...]". Já o segundo bloco, para ele, "foi uma tragédia", e complementa: "[...] A impressão que se teve é que o intervalo comercial separou dois programas totalmente diferentes." Segundo ele o programa ficou devendo apresentando dois lados de um programa humorístico: a piada boa e a ruim.

Maurício Stycer, do mesmo portal, fez um resumo da atração e no término da avaliação, concluiu: "O "SMR" brasileiro tem um longo caminho pela frente, mas conseguiu mostrar uma cara própria, sem semelhantes no mercado brasileiro, ao nascer. Resta saber o que o público vai achar."

Já Fernando Oliveira, do portal iC, descreveu o apresentador como bad boy, dizendo: "[...] um dos quadros tinha sido uma espécie de “Arquivo Confidencial” em que todos se esforçavam para detonar o apresentador. É quase como ele ficasse envaidecido pela imagem de “bad boy” da TV brasileira." Ainda segundo ele os pontos positivos do programa foram "[...] a participação de Renata Gaspar, o cenário em que Marina Lima cantava e o “Weekday Update”."

O colunista do site B5, Alberto Pereira Jr., destacou que o melhor momento da estreia foi o pedido de desculpas a Ronaldo e a Preta Gil desenvolvido pelo Grupo Olaria GB. Na revisão do crítico do portal Rouba7, Odair Braz Junior, a sua segunda exibição cresceu e que não há tantas oportunidades para o programa no domingo pois já existem outros programas na faixa em outras emissoras.

Controvérsias

Wanessa Camargo foi convidada pela produção do programa a participar como atração musical, mas o convite foi recusado.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória