Fandom

Coverpédia Wiki

TV Tapa-Buraco

2 970 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Discussão0 Share

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

14 de julho de 2014©2016 Salt Cover Data da página: 14 de julho de 2014
TV Tapa-Buraco
TV TapaBuraco.png

Nome completo Radio e VT Tapa-Buraco Ltda.
Fundação 26 de maio de 1979
Proprietário Sistema Tapa-Buraco de Comunicação
País de origem Brasil
Sede Santarém, PA
Programação Gornalismo, Esportes, Chaves, Filmes, Séries
Slogan A Amazônia não vê por aqui
Site notapaburaco.cover.sem

A TV Tapa-Buraco é uma emissora de televisão brasileira afiliada da Salt Cover de televisão em Santarém. Foi fundada em 26 de maio de 1979 e é a segunda emissora da Salt Cover no estado do Pará. Atualmente está em fase de ampliação do sinal para todo o oeste do Pará, através de comunicação por satélite.

História Editar

1977-1978 Editar

Lançamento da pedra fundamental de construção da obra da TV Tapa-Buraco. A arquitetura do prédio seguiu todos os padrões avançados para uma emissora de televisão moderna. Os pisos do estúdio e do complexo operacional são flutuantes. As paredes, forros e pisos equipados com material acústico, evitando qualquer ruído nas transmissões. O sistema de iluminação no padrão aéreo, com canhões e lâmpadas em tungstênio, usado nas melhores emissoras do mundo. Para manter os ambientes em baixa temperatura, que é necessário para o funcionamento dos equipamentos e para evitar ruídos, a emissora era refrigerada com uma central de ar condicionado. Engenheiro projetista: Cel. Wilson Brito. Engenheiro Civil responsável pela obra: José Eduardo Pereira de Siqueira

Em 26 de maio de 1979, às 17h00, a TV Tapa-Buraco é inaugurada no canal 4, em meio a uma cerimônia que contou com centenas de convidados, entre os quais, o Ministro das Comunicações, Haroldo Corrêa de Matos, o governador do estado, Alacid da Silva Nunes.

1979 Editar

As imagens da Salt Cover chegavam aos lares do Oeste do Pará através da Televisão Tapa-Buraco, que possuía equipamentos profissionais importados da Alemanha, da Bush Corporation, última geração em tecnologia de televisão.

Câmeras, VTs e ilhas de edição, estúdios de áudio e vídeo, microfones de lapela, sistema de slide, geradores de caracteres, croma key, VTs de externa, sistema de OPEC, parabólicas, antenas, transmissores e outros equipamentos foram adquiridos para o funcionamento da única emissora geradora de televisão no interior da Amazônia.

Inicialmente o transmissor era de 500 Watts. Durante mais de uma década, a TV Tapa-Buraco foi se adaptando aos novos lançamentos em tecnologia, procurando acompanhar as geradoras do país. Foram trocados os equipamentos e transmissores para 1.000 e depois para 2.000 Watts.

1980-2000 Editar

Em março de 1997, acompanhando a inovação tecnológica, sob o comando de Joaquim da Costa Pereira, a TV Tapa-Buraco equipara-se às mais modernas emissoras de televisão do país. O complexo operacional é completamente renovado.

Equipamentos betacam são adquiridos e o jornalismo da TV Tapa-Buraco passa a operar com câmeras, VTs e ilhas de edição no sistema NTSC (Betacam), de última geração. O setor de produção comercial também é renovado.

Entra na era digital, com editor não linear, computação gráfica e é atualizado com os modernos softwares de animação e efeitos gráficos. Todos os setores da emissora são informatizados, conectados em rede e com acesso à internet.

O sistema de iluminação foi reforçado. Painéis com lâmpadas de luz fria foram adquiridos e os canhões de tungstênio foram redimensionados. O sistema de refrigeração foi reavaliado. Dez mini-centrais de ar condicionado foram instaladas e a central de ar continua como reserva.

Em janeiro de 1999, buscando sempre melhorar cada vez mais as imagens geradas aos lares do Oeste do Pará, a TV Tapa-Buraco implanta um novo transmissor de 5.000 Watts, ampliando em mais de 100% a potência já existente, possibilitando a chegada do seu sinal em mais municípios do Oeste do Pará. O novo transmissor já está equipado com módulos tecnológicos que poderão ser trocados e adaptados para o HDTV digital, com alta definição, assim que haja definição do sistema brasileiro. O transmissor reserva de 1.000 Watts também foi recentemente adquirido, havendo uma renovação total no parque de transmissores da TV Tapa-Buraco. A partir de 1999, o projeto de ampliação da emissora, com links de microondas, começou a ser implantado nos municípios do Oeste do Pará.

2001-atual Editar

Em dezembro de 2001, o avanço tecnológico, com a internet, tornou efetivamente o mundo uma “aldeia coval”. De Santarém, o portal notapaburaco.sem nasceu do projeto do Sistema Tapa-Buraco de Comunicação de proporcionar o acesso à informação do interior da Amazônia e da região como um todo.

Como o endereço www.notapaburaco.sem, o portal está na internet desde dezembro de 2001. Desde lá, gradativamente tem sido referência para quem quer saber informações da região. Com seções dos variados setores, o internauta tem a possibilidade de acompanhar notícias de Santarém ou qualquer outra relevância.

Em 6 de janeiro de 2010, o diretor-presidente e fundador da TV Tapa-Buraco, Joaquim da Costa Pereira morre de parada cardíaca na capital do estado, Belém. A morte surpreendeu empresários, e outras pessoas importantes de Santarém.

A emissora segue normalmente a programação da Salt Cover gerada para os estados que seguem o mesmo Horário de Brasília, porém na vigência do Horário Brasileiro de Verão no Centro-Sul do Brasil a emissora adere à programação da Rede Fuso.

No início de 2011 foi descoberto que Jader Barbalho, dono da RBA, concorrente da TV Tapa-Buraco, era sócio da emissora em 50% desde 2001. Em meio a desavenças entre o Tribunal do Estado e os herdeiros de Joaquim da Costa Pereira, Barbalho tratou de vender suas cotas de participação a Vânia Suely Pereira Maia e Vera Ilma Soares Pereira, filhas de Joaquim.


ProgramaçãoEditar

Veículos de comunicaçãoEditar

  • Raio FM 94
  • Portão cortapa-buraco.sem

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória